Portugal 2020

Moody´s muda Outlook de Cuba para Positivo

Como resultado do importante passo realizado há um ano atrás com o objetivo do restabelecimento das relações diplomáticas com os Estados Unidos da América, a economia Cubana deverá sair favorecida de uma dependência cada vez menos pronunciada da sua aliada Venezuela, conforme foi noticiado recentemente pela agência de risco Moody´s.“As medidas para diversificar os laços comerciais e financeiros contribuirão para o melhoramento das tendências macroeconómicas e coincidirão com o alívio contínuo das sanções económicas por parte dos EUA”, referenciou igualmente a agência em comunicado.A Moody´s mantém actualmente uma nota débil atribuida à solvência de Cuba -Caa2- mas classifica com a perspectiva de “estável” a positiva, sugerindo melhorias da economia no médio prazo.A Moody´s fundamenta a sua decisão com uma explicação de que Cuba conseguiu diversificar “com êxito” a sua economia de modo a compensar uma queda de liquidez proveniente da Venezuela, que atravessa uma grave crise económica. Esta diversificação foi facilitada pelo alívio das sanções económicas por parte dos EUA contra Cuba, especialmente aquelas que restringiam as viagens para a ilha.Com o restabelecimento das relações diplomáticas em meados de Setembro de 2015, os EUA anunciaram uma nova redução das restrições comerciais e das viagens para Cuba, apesar do embargo que fora decretado em 1962 continuar em vigor.“O avanço da actividade turística tem melhorado as perspectivas económicas do país”, ressalvou a Moody´s.“À medida que as barreiras de investimento e de financimaneto continuam a ser eliminadas, com uma séria aproximação dos EUA a Cuba, as autoridades terão maior flexibilidade para aceder aos mercados financeiros”, referenciou a agência.Em Novembro deste ano, as autoridades Cubanas revelaram uma série de projectos com o objectivo de atrair 8.100 milhões de dólares em investimentos estrangeiros em Cuba.Fonte: Moody´s